Manuel Vilarinho


João Manuel Matos de Lima Vilarinho nasceu em Lisboa, em 11 de Janeiro de 1953.

Vive e trabalha em Lisboa.

Licenciatura em Pintura pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa em 1984.

Em 1992 participação por convite no “Prémio de Pintura União Latina”.

Sobre a sua obra têm escrito vários críticos e historiadores de arte em livros, catálogos

e publicações periódicas.

 

Exposições Individuais (selecção)

Expõe individualmente desde 1985, nomeadamente na Casa Bocage, Setúbal (1985, 1997) / Galeria Leo, Lisboa (1988, 1989, 1991) / Galeria Gomes Alves, Guimarães (1993, 2000) / Módulo, Porto (1995, 1997) / Módulo, Lisboa (1996) / Museu Amadeo de Souza-Cardoso, Amarante (2003) / Museu Alberto Sampaio, Guimarães (2004) / Museu Jorge Vieira –Galeria dos Escudeiros, Beja (2005) / Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea, Almada (2006) / Giefarte, Lisboa (2007, 2014) / Galeria Monumental, Lisboa (2010) / Convento de Cristo, Tomar (2011, 2012) / Galeria Municipal de Sintra e Casa Mantero –Biblioteca Municipal de Sintra (2013) / Casa da Baía, Setúbal  (2016) / Casa – Museu Medeiros e Almeida, Lisboa (2017).

 

Exposições Colectivas (selecção)

Expõe colectivamente desde 1981, nomeadamente na Galeria Multiarte, São Caetano, S.P., Brasil  (1987) / ”IV Prémio Aquarela Brasileira de Artes Plásticas”, São Paulo, Brasil, 1989 (medalha de bronze ex-aequo na secção de Técnica Mista) / ”O Rosto da Máscara”, Centro Cultural de Belém, Lisboa (1994) / ”Desenhos Contemporâneos a partir do Infra-Mince”, Lisboa 94 – Capital Europeia da Cultura, Museu Rafael Bordalo Pinheiro, Lisboa (1994) / ”Encontro – Artistas Portugueses Contemporâneos no Oriente”, Museu Municipal de Sakai, Japão (1996), Museu Shoto de Arte, Tóquio, Japão (1997), Galeria Sejong Cultural Center, Seul, Coreia do Sul (1997) e Galeria do Fórum, Macau (1997) / PLMJ – Sociedade de Advogados, Lisboa (1999) / ”A Arte do Crítico: Obras da Colecção de António Rodrigues”, Museu da Electricidade, Lisboa (2010) / ”Teleférico Dinâmico”, Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura / ”Caminhos”, Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea, Almada (2015).

               

Representado em diversas colecções públicas e privadas, nomeadamente:

 

– Casa Bocage, Setúbal (Colecção do Museu de Setúbal)

– Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea, Almada

– Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor

– Centro Cultural do Alto Minho, Viana do Castelo

– Círculo de Artes Plásticas de Coimbra

– Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa

– Município de Beja - Museu Jorge Vieira

– Município de Sintra

– Museu Amadeo de Souza-Cardoso, Amarante

– Museu da Misericórdia da Ericeira

– Museu de Setúbal - Convento de Jesus, Setúbal

– PLMJ - Sociedade de Advogados, Lisboa

 

Tem obras em permanência desde 2000 na Giefarte, Lisboa e desde 2018 na Helder Alfaiate Galeria de Arte, Ericeira.

 

www.manuelvilarinho.com

Todos os direitos reservados a Helder Alfaiate Galeria | 2014
Cooked by Makeadream